quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

TORNAR VIRAL! Petição para Divulgação dos Programas Espaciais Secretos

Essa petição foi criada para a divulgação completa de todos os programas espaciais secretos e para a liberação de todas as tecnologias para o benefício da humanidade, até agora reprimidas.

As Forças da Luz solicitaram que, tantas pessoas quanto possível assinem esta petição o mais rapidamente possível, tornando-a viral através de suas redes:

https://www.change.org/p/vladimir-putin-disclose-all-the-secret-space-programs-and-release-all-the-hidden-technology?recruiter=477550842&utm_source=share_for_starters&utm_medium=copyLin#petition-letter


"Existe um sistema de sigilo fora de controle, que desejamos expor."

Esta petição pode ser assinada anonimamente, caso seja guiado a esse procedimento. Se chegarmos a, pelo menos, 25.000 assinaturas, tentarei colocar esta petição na mesa do Presidente Putin, através de meus contatos.

Vitória da Luz!


Fonte: Portal 2012 
Tradução: Sementes das Estrelas / Candido Pedro Jorge

sábado, 26 de dezembro de 2015

As Plêiades

As Plêiades, conhecidas popularmente como sete-estrelo e sete-cabrinhas, são um grupo de estrelas na constelação do Touro. Do ponto de vista físico, as Plêiades são um "aglomerado estelar do tipo aberto". São facilmente visíveis a olho nu nos dois hemisférios e consistem de várias estrelas brilhantes e quentes, de espectro predominantemente azul. As descrições dizem que é possível se avistar até 14 estrelas a olho nu, podendo-se ver dezenas com telescópios amadores. Entretanto estima-se que o aglomerado possa ter até 1.000 estrelas, sendo as visíveis as mais brilhantes, mais quentes e maiores. Estima-se que o aglomerado tenha se formado nos últimos 100 milhões de anos.



Assim, por ser formado por muitas estrelas, este sistema tem também um número bastante elevado de seres diferentes... Um ponto interessante é que, embora Alcyone seja um dos pontos focais das Pleiades, conforme muito se fala no meio mais esotérico (assim como as Sete Irmãs, que são as estrelas mais brilhantes) a maioria dos seres que vem até nós não são necessariamente destas estrelas.

Pela sua idade, em escala galática é um sistema bastante jovem (muito mais jovem que o Sistema Solar, por exemplo), sendo, com isto, um grande berçário de estrelas e de seres.

As Pleiades são, por isso, como um grande exercício criativo na galáxia, especialmente em conexão com o amor e as energias femininas. Esta é a marca da energia das Pleiades, que leva à conexão, aqui na Terra, com as forças da Natureza, bem como com Gaia e com as práticas do Sagrado Feminino.

A conexão das Pleiades (e dos pleiadianos) com a Terra é relativamente antiga, num tempo que remonta há alguns milhões de anos... Nesta época, os seres pleiadianos viram aqui uma possibilidade de aprendizado e desenvolvimento destas energias, através da conexão com a vida que no planeta desabrochava em abundância. Estas particularidades, como a grande diversidade, a experiência intensa nas dimensões mais físicas era um ótimo palco para estas experimentações amorosas...

Assim, sua experiência começa aqui com a experimentação da energia feminina junto às forças da natureza, neste processo criativo. Esta foi basicamente a marca do início das primeiras experiências com Lemúria. Neste interação, os pleiadianos se colocavam na posição dos devas da natureza, que são guias espirituais que orientam as forças naturais e os seres elementais.

Neste processo surge também a raça humana atual, herdeira deste amor dos pleiadianos pelo Planeta Terra!

Assim, os pleiadianos são, de certa forma, nossa matriz original (que foi modificada com o tempo, infelizmente, em muitos casos, por seres negativos). Com isto, eles são seres que se assemelham muito conosco (pelo menos a parte dos pleiadianos que mantém relação mais próxima com a Terra). De fato, o aspecto humano é a aparência física predominante nas Plêiades.

Imagem de Semjase, Pleidiana relatada em diversos contatos físicos e astrais.


Os Pleiadianos integram também a Confederação Galática de Luz, sendo consideradas uma "força de frente", devido sua relação intensa conosco através da história, mantendo milhares de naves de luz ao redor do planeta neste momento. Muitos pleiadianos se encarregarão dos primeiros contatos conosco, no momento da Divulgação.

Estes seres são, em muitos casos, os guias espirituais de diversos indivíduos e da humanidade. Nutrem para conosco uma relação de muito amor e são muito acessíveis aos nossos chamados! Muitos seres continuam também o trabalho inicial junto à natureza, como devas, ajudando a sustentar as energias criadoras e curadoras do planeta e de Gaia.

São também a raça de sementes estelares mais numerosa entre os encarnados na Terra. Isto porque eles eram também os mais numerosos na época da queda de Atlântida, tendo o maior número de voluntários que ficaram na quarentena do planeta Terra em missão ou que ficaram aprisionados acidentalmente aqui.

Além disto, os Aghartianos são em grande parte compostos por pleiadianos que ficaram no planeta após esta queda, embora não sejam sua única raça formadora (há muitos terráqueos também que ajudaram a compor esta raça, que não ficaram presos na quarentena, além de também diversos outros seres).

Vale ressaltar que a queda de Atlântida não se deu pela participação dos Pleiadianos, que estabeleceram com a Terra desde sempre, uma relação intensamente amorosa. Ela ocorreu devido à sabotagem de seres presos às sombras, atraídos também por esta intensa energia vital e biológica do planeta, que neste caso, tinha o plano de ser utilizada de forma negativa (alimentar baixas vibrações).

Os seres das Pleiades sofrem também com a situação da Terra e estão empenhados na sua resolução, pela sua intensa conexão com este planeta. De fato, seu próprio processo de ascensão está conectado com a Terra, e ele não poderá ser concluído enquanto a situação do nosso planeta não for resolvida.

Os pleiadianos se conectam hoje, em especial, com os trabalhos envolvendo as energias femininas no planeta. Seu foco tem sido o do equilíbrio destas energias e a sua restauração no nosso mundo. Trabalham muito com as energias da lua, das águas, do mar e se conectam com com todos os mitos femininos da Terra, estimulando-os e trabalhando junto com grupos que se dedicam a isto!



sábado, 5 de dezembro de 2015

Meditação Semanal para o Evento (Portal 2012)

Ainda é de extrema importância que o máximo possível de pessoas se unam para a nossa Meditação Semanal de todos os Domingos. As Forças da Luz nos instruíram para mudar o título de nossa “Meditação Semanal para Libertação”, para “Meditação Semanal para o Evento”, para alterar o foco do processo de libertação na manifestação do Evento o mais rapidamente possível.

Esta meditação ajuda as Forças da Luz aterrar a energia da Luz na superfície do planeta e fortalecer a rede de luz, necessária para acelerar o processo de Compressão e Ruptura. O número de pessoas faz com que a meditação seja o fator mais influente do poder da população humana de superfície para acelerar a cronometragem do Evento.

Estamos sempre fazendo essa meditação as 19:00 GMT  -  17:00h Horário Brasileiro de Verão, todos os domingos, independentemente que o horário, seja de verão ou não. O horário de 19:00 GMT para o fuso horário local de sua região pode ser convertido aqui:

http://www.worldtimeserver.com/convert_time_in_UTC.aspx

Ou aqui:

http://www.timezoneconverter.com/cgi-bin/tzc.tzc

Instruções:

1. Usem suas próprias técnicas para levá-los a um estado relaxado de consciência.

2. Coloquem suas intenções de usar esta meditação como uma ferramenta para acelerar o processo para a Divulgação e do Evento.

3. Visualizem um feixe de Luz emanado de seu chacra Estrela da Alma (8 polegadas/25 centímetros acima de sua cabeça) e nos chakras Estrela da Alma de todos aqueles que estiverem meditando.



4. Agora, visualizem a expansão do feixe de Luz coletivo na grade energética da Terra e se conectar com os chakras Estrela da Alma de todo ser senciente do planeta na superfície, abaixo da superfície e em todo o Sistema Solar. Visualizem todos os seres envolvidos na situação terrena harmonizados com o objetivo de manifestar a Divulgação e o Evento o mais rapidamente possível de uma forma positiva. Visualizem todas bombas strangelets e toplets plasmáticas tornadas inofensivas e removidas. Visualizem todas as outras tecnologias de armas exóticas serem expostas e, em seguida, removidas sem esforço. Visualizem a divulgação completa de maciças informações lançadas sobre a presença extraterrestre e programas espaciais secretos através da mídia de massa. Visualizem o Evento finalmente acontecer e libertando o planeta Terra.


 Meditação Semanal Para o Evento.
Todos os Domingos 19:00 GMT. (17h00 Brasília)
Por favor, Juntem-se, Compartilhem e Convidem.
Vamos alcançar os 144.000
Libertação agora!

Depois de terminar a nossa “Meditação Semanal para o Evento”, caso se sinta guiado, poderá continuar com sua meditação anterior, a “Meditação Semanal para a Libertação” (ou certas partes daquela meditação, conforme sua vontade).

As instruções estão aqui:

http://luz-na-terra.blogspot.com.br/2015/03/meditacao-semanal-de-libertacao.html

Um vídeo para o Youtube da nossa nova Meditação Semanal para o Evento, será criado em breve e postado no meu blog.

Vitória da Luz!


Fonte: Portal 2012 
Tradução: Sementes das Estrelas / Candido Pedro Jorge

Relatório da Meditação para o Evento (Portal 2012)

Nossa Meditação para o Evento foi um enorme sucesso e ficamos muito perto de atingir a massa crítica. Fontes do Dragão comunicaram que a linha de tempo foi positiva, profundamente estabilizada e a Resistência comunicou que uma enorme camada de bombas strangelets e toplets foi removida. Desde a meditação, ocorrem intensas negociações que acontecendo nos bastidores para a divulgação completa e a rendição completa e incondicional de todas as facções da cabala, incluindo o chimera.

Graças ao sucesso desta meditação, as forças da Luz pediram para mudar a nossa antiga Meditação de Libertação Semanal para Meditação Semanal para o Evento, todo domingo às 19:00 UT(GMT) equivalente a 17:00 h – Horário Brasileiro de Verão.

Não é uma coincidência de que muitas notícias positivas foram liberadas em poucos dias após a nossa meditação.

A organização Estado Islâmico na Síria está quase destruída:

http://www.express.co.uk/news/world/621324/Vladimir-Putin-Islamic-State-ISIS-Syria

http://tarpley.net/isis-daesh-positions-close-to-envelopment-putin-and-rohani-pledge-to-defeat-terrorism/

http://www.presstv.ir/Detail/2015/11/24/438974/Webster-Griffin-Tarpley-Iran-US-Russia-Putin-Daesh

A derrubada de um avião militar russo pela Turquia saiu pela culatra, servindo para expor as conexões turcas com o Estado Islâmico:

https://www.rt.com/news/323373-ankara-defends-isis-medvedev/

Os jesuítas estão bem cientes de que os planos para começar uma Terceira Guerra Mundial não será bem sucedido e que o projeto do Estado Islâmico está fadado ao fracasso. É por isso que os cabalistas relacionados aos jesuítas estão se distanciando daquela situação, a fim de salvar a própria pele:

https://www.rt.com/usa/319115-kissinger-isis-syria-iran/

As Forças da Luz comunicaram que o uso do nome ISIS para a organização terrorista, serve de real apoio energético, por se tratar do nome que escolheram ocultamente para se fortalecerem. Ao usarem outros nomes (ISIL, Estado Islâmico, Daesh) em vez disso, estarão enfraquecendo sua posição:

http://dailygrail.com/Hidden-History/2015/11/Reclaiming-the-Goddess-Stop-Using-the-Name-ISIS-Describe-Bunch-Ignorant-Murde

https://www.bostonglobe.com/opinion/2014/10/09/words-matter-isis-war-use-daesh/V85GYEuasEEJgrUun0dMUP/story.html


 "Olá. Meu nome é Isis.

Provavelmente, já ouviram meu nome muitas vezes recentemente nas notícias. Isso é porque foi adotado por um grupo que, na verdade, é chamado de Daesh. Por favor, parem de usar meu nome, quando estiverem se referindo ao Daesh. Chamem o Daesh pelo seu nome, não pelo meu. Obrigada.

É extremamente ofensivo que a mídia tenha optado por chamar um grupo terrorista pelo de uma Deusa Pagã. O grupo, originalmente conhecido como ISIL adquiriu nome de ISIS, através dos meios de comunicações ocidentais, que nunca se referiram a um grupo terrorista como "Jesus", "Alá", "Jeová" ou "Deus". Então parem de chamá-los de ISIS."

Uma petição foi criada para ajudar a espalhar a consciência a esse respeito, que pode ser assinada aqui:

http://www.thepetitionsite.com/takeaction/767/932/805/?taf_id=12562735&cid=fb_na

Poucos dias depois de nossa meditação, vários eventos aparentemente não relacionados aconteceram, que nos levarão muito mais perto da desintegração do Véu e da Divulgação.

Em primeiro lugar, a empresa Blue Origin, conseguiu lançar com sucesso um foguete reutilizável, que poderá reduzir drasticamente o custo das viagens espaciais:

http://www.radioaustralia.net.au/international/2015-11-25/space-tourism-a-possibility-after-blue-origin-successfully-launches-lands-space-vehicle/1518518

http://www.mirror.co.uk/news/world-news/giant-leap-space-travel-blue-6895373

Em segundo lugar, a NASA encontrou uma indicação indireta dos Túneis de Set em torno da Terra:

http://www.space.com/31200-dark-matter-hairs-earth.html?li_source=LI&li_medium=most-popular

Em terceiro lugar, uma equipe canadense desenvolveu um projeto de lançamento de um satélite financiado coletivamente (financiamento popular), que irá procurar naves extraterrestres:

http://www.express.co.uk/news/science/621720/Alien-disclosure-The-first-ever-satellite-to-hunt-and-image-UFOs-could-go-into-orbit

http://www.openminds.tv/crowd-sourced-satellite-project-seeks-ufo-disclosure/35713


As pessoas que contribuírem com o projeto terão acesso aos dados do satélite. Este é o primeiro satélite, popularmente lançado, que irá procurar ativamente a presença extraterrestre na órbita da Terra e o que é ainda mais importante, estará nas mãos do povo e não da NASA. Imagine ser capaz de tirar fotos através de um satélite financiado coletivamente, momentos após a NASA cortar a transmissão ao vivo da ISS:

http://www.express.co.uk/news/science/621741/NASA-cut-space-station-live-feed-after-bizarre-donut-UFO-stalked-ISS

http://www.collective-evolution.com/2015/01/23/nasa-cuts-live-iss-video-feed-as-ufo-appears-real-footage/

As Forças da Luz pediram as pessoas que estão dispostas e capazes de apoiar financeiramente este projeto de satélite, fazê-lo aqui:

https://www.indiegogo.com/projects/cubesat-for-disclosure-low-earth-orbit-satellite#/story

Vitória da Luz!


Fonte: Portal 2012 
Tradução: Sementes das Estrelas / Candido Pedro Jorge

quarta-feira, 25 de novembro de 2015

O Sistems Estelar de Sírius

Gostaria de compartilhar com vocês algumas informações sobre o Sistema de Sírius, em função da necessidade e do "momentum" que vem se constituíndo atualmente e do desejo de muitos de se conectarem com os seres de outras esferas... Vivemos um tempo de transição em que esta conexão é cada vez mais possível e desejável, tanto do nosso ponto de vista quando destes amigos "de fora".

Bem, existe uma certa quantidade de informações sobre Sírius na internet que, em parte, é "desencontrada". Use seu discernimento e intuição para entender o que você sente como sendo verdade!

As caracterísiticas físicas do Sistema de Sírius

Sírius é a estrela mais brilhante no céu noturno, localizada na constelação de Canis Major. Pode ser vista a partir de qualquer ponto na Terra. Dista 2,6 parsecs (ou 8,57 anos-luz) da Terra, sendo por isso uma das estrelas mais próximas do nosso planeta.

Sírius é um sistema binário com duas estrelas brancas orbitando entre si a uma distância de 20 unidades astronômicas (UAs), aproximadamente a distância entre o Sol e Urano, com um período de 50,1 anos (UA é a distância média entre a Terra e o Sol). A estrela mais brilhante, denominada Sírius A, é de sequência principal do tipo espectral A1V, com uma temperatura na superfície de 9940 K (ou seja, muito mais quente e brilhante que o Sol), tendo massa cerca de duas vezes a do Sol. Sua companheira, Sírius B, é uma estrela que já saiu da  sequência principal e se tornou uma anã branca, tendo uma massa quase igual a do sol, embora tenha um raio muito menos (é mais densa). Atualmente é dez mil vezes menos luminosa no espectro visível do que sua companheira. Anteriormente Sírius B era a mais massiva das duas estrelas. A idade do sistema foi estimada em 230 milhões de anos. Acredita-se que no início de sua formação, o sistema tinha duas estrelas azuis orbitando uma a outra em uma órbita elíptica de 9,1 anos.

Imagem do telescópio Huble de Sírius A (a estrela maior) e Sírius B (o pequeno ponto à esquerda, abaixo)

Isto é o que afirma a Wikipedia. Entretanto, percebemos que Sírius possui, de fato, três estrelas: Sírius A, uma estrela branca (estrela classe A), que possui dois planetas em órbita; Sírius B, uma anã branca, que possui três planetas em órbita; Sírius C, uma anã marrom, que possui dois planetas em órbita. Esta fica no centro de gravidade da órbita das duas outras estrelas. Ou seja, para nós é como se ela estivesse “parada”.
Desenho representando as órbitas de Sírius A (M1) e Sírius B (M2), bem como seu centro de massa, onde está Sírius C

O primeiro planeta em Sírius A está a mais ou menos 4 UA da estrela. Possui vida física, porém diferente da Terra, ou seja, não poderíamos sobreviver em sua superfície. A organização da vida neste planeta também, de certa forma, não se espalha na superfície como na Terra, mas em grandes bolsões subterrâneos, que formam cidades e espaços em que a vida se organiza, tendo contato com a superfície também. Os seres  que vivem lá são similares ao que entenderíamos por fadas, e tem uma baixa estatura, com cerca de um metro. Não são os seres que normalmente tem contato com a Terra.

O segundo planeta de Sírius A possui vida física, de certa forma similar à Terra, podendo suportar nossos corpos na sua superfície, e está a cerca de 8 UA da estrela. Seus seres lembram feições animais, o que lembraria, de certa forma, a mitologia egípcia (provavelmente canina). Estas distâncias possuem uma certa varaição, já que as órbitas em torno de Sírius A são bastante elípticas.

Nenhum dos planetas em torno de Sírius B possui vida física, exceto uma lua em torno do segundo planeta. Todos os três planetas são relativamente próximos à estrela, menores do que a órbita da Terra em torno do sol.

As condições físicas desta lua poderia permitir suportar a vida terrestre. Os seres que ali vivem tem como características físicas a alta estatura (acima do padrão terreno) e o tom de pele azulado. São muito conectados com a vida natural do planeta, que possui uma biodiversidade muito grande, possivelmente fazendo com que este astro seja o aparentemente mais parecido com a Terra no sistema de Sírius (conquanto guarde diferenças importantes). O link abaixo traz o que me parece ser uma boa descrição dos seres de Sírius B:

http://universo-da-luz.webnode.com.br/products/os-sirianos/

Sírius C possui vida em apenas um dos planetas que giram em torno dele. De fato, os dois planetas ocupam a mesma órbita, como um sistema binário, e o planeta menor age como se fosse uma lua com relação ao maior, onde está a vida física. Eles orbitam muito próximo da estrela, a uma distância menor do que Mercúrio do Sol. Os seres deste planeta já foram descritos na Terra junto às lendas Dogons, sendo seres anfíbios. Também tem uma importante relação com a Terra:

http://thoth3126.com.br/dogons-o-povo-das-estrelas-de-sirius/

Existem ainda dois outros planetas que orbitam o sistema como um todo, a uma distância maior, mas que tem funções específicas como postos da Confederação Galáctica de Luz.

Há provavelmente também outras luas e astros com funções relevantes nos sistema, entretanto estes são os principais relacionados com a vida física no sistema. Existem também diversos corpos celestes relacionados com a vida em outras dimensões.

A história do sistema de Sírius e dos seus seres

Sírius, no tempo cósmico, é um sistema relativamente jovem, e surgiu há cerca de 200 milhões de anos para complementar um processo de evolução/ascensão mais antigo da galáxia, permitindo a aceleração da evolução da própria galáxia e de diversos de seus seres. Assim, a maioria dos seres que vivem ou viveram em Sírius vieram de outros sistemas, sendo que apenas uma fração do total dos seres surgiu no próprio sistema.

Um fato importante na história do sistema foi a transformação de Sírius B, quando ela se tornou anã branca, há cerca de 100 milhões de anos. Esta estrela era maior do que Sírius A, e ela foi criada assim justamente para que este fato ocorresse, já que estrelas maiores são mais energéticas e tendem a se consumir mais cedo.


Assim, a transformação de Sírius B, que foi uma espécie de explosão que consumiu parte da sua massa, foi instrumento de ascensão de boa parte do sistema e dos seres que lá viviam, completando o processo de evolução dos seres que vieram para Sírius com este propósito. Este acontecimento jorrou uma poderosa onda de luz em todas as direções. As almas mais novas, ou seja, as que nasceram em Sírius, permaneceram em grande parte no sistema físico (de fato, a maior parte delas foi mesmo criada neste processo de transformação), especialmente no intuito de permanecer suportando o processo de ascensão nesta parte da galáxia, desde os planos mais densos.

Nesta mudança, alguns planetas do sistema foram fisicamente destruídos (haviam oito planetas em torno de sírius B), mas os seres ascenderam junto com estes planetas. Entretanto, outros planetas e seres físicos foram protegidos da explosão para que pudessem continuar seus processos de ascensão.

A ascensão no sistema de Sírius gerou, então, um novo quantum de luz nesta região da galáxia, num raio que se estende por alguns milhares de anos-luz, acelerando o processo de ascensão também de todos os seres desta região, não só do sistema.

Assim, este sistema representa, desde sua origem, um bastião de luz para esta região do cosmos. Por isto muitos se referem a ele como o sol central (o que é uma designação não tão correta, pois ele é uma referência local, que não deve ser confundida com o Sol Central da Galáxia).

Desde o seu nascimento, Sírius se manteve plenamente na luz, ou seja, foi um dos poucos sistemas desta região que nunca foi invadido por seres negativos. Isto porque ele foi, desde o início, lar escolhido de bilhões de seres altamente evoluídos, que não permitiram que isto ocorresse, a fim de que a missão deste sistema se cumprisse plenamente.


As condições dos seres em Sírius e sua relação com a Terra

Em função destes fatos, a grande maioria dos seres de Sírius, hoje, são mestres ascendidos, que vivem além das limitações da matéria. Entretanto, os seres que permaneceram no plano físico são também altamente espiritualizados e conectados com os seres ascendidos. A vida no Sistema de Sírius, mesmo para os seres físicos, em nada lembra a vida na Terra. Lá a vida, sob todos os aspectos, pode ser considerada como um paraíso para nós. Praticamente não existem as limitações físicas que conhecemos e não há qualquer tipo de sofrimento.

Em grande parte os seres de Sírius são seres viajantes e exploradores, especialmente os de Sírius B e C. Suas naves de luz viajam por todo o universo levando-os a conectarem-se com os mais diversos seres e realidades.

Sírius tem uma relação especial com a Terra, já que este sistema foi criado para a ascensão desta região da galáxia e nosso planeta é um dos principais “nós” deste processo. Sua principal missão é a sustentação da "luz azul" da resolução e ascensão (luz crística), como pode ser visto aqui:

http://almasiriana.blogspot.com.br/p/blog-page.html

Hoje há alguns milhares de sirianos encarnados na Terra, a grande maioria em missão, ou seja, vieram para cá para ajudar a resolver a situação planetária, tendo a maior parte chegado antes da queda de Atlântida. A maioria destas almas que encarnaram na Terra são as mais “jovens” de Sírius (embora do ponto de vista da Terra elas sejam muito antigas), ou seja, que surgiram no próprio sistema. Entretanto, apenas uma minoria destes seres tem consciência da sua missão e uma parte menor ainda da sua origem.

Embora os sirianos sejam parte importante da Confederação Galática de Luz, com muitas naves próximas à Terra (especialmente os seres físicos de Sírius), provavelmente não são os que farão os primeiros contatos físicos (embora possa ocorrer, em alguns casos) conosco, o que deve ser realizado principalmente pelos pleiadianos, aghartianos e outros. De qualquer forma, os mestres ascensos de Sírius desejam manter relação conosco, assim como os diversos seres que nos acompanham das suas naves! Ou seja, eles estão conectados conosco e pedem também que nos conectemos com eles na medida em que nos sintamos guiados a isto!



sábado, 21 de novembro de 2015

Atualização Final - Meditação do Evento (Portal 2012)


"Se você sente que o processo de liberação planetária está demorando muito, aqui está sua chance de acelerá-la."

Meditação do Evento
18:15 Horário de Brasília

Fonte: Portal 2012

Atualização da Meditação do Evento (Portal 2012)

O momento está se aproximando para a nossa Meditação do Evento, com as energias aumentando, na medida em que cada vez mais pessoas tomam a decisão para se juntarem a nós e, então, estamos ganhando impulso.



21 de Novembro - 18h12 (Horário de Brasília)

As próximas 24 horas serão decisivas para que o número de pessoas a se juntar a nós e quanto ao impacto que a meditação terá sobre a situação planetária. Portanto, gostaria de pedir a todos para divulgarem a notícia sobre esta meditação em todos os quadrantes desse globo. (http://sementesdasestrelas.blogspot.com.br/2015/11/chamado-urgente-as-forcas-da-luz-em.html) Vídeos no Youtube, que já foram traduzidos para 29 idiomas é a maneira mais fácil de tornar isso viral.

http://2012portal.blogspot.com/2015/11/short-planetary-situation-report-and.html (Inglês)

http://sementesdasestrelas.blogspot.com.br/2015/11/cobra-portal-2012-breve-relatorio-da.html (Português)

Existem milhares de pessoas que diariamente visitam este blog, onde a maioria tem perfil no Facebook, numa  média de algumas centenas de amigos. Portanto centenas de milhares, senão milhões de pessoas podem ser convidadas para o Evento pelo Facebook, para nossa meditação:

https://www.facebook.com/events/1523593674628244/

O link para a meditação está aqui:

http://2012portal.blogspot.com/2015/11/make-this-viral-event-meditation-2015.html (Inglês)

http://luz-na-terra.blogspot.com.br/2015/11/meditacao-do-evento-tornar-viral-portal.html (Português)

Vamos em frente!

Vitória da Luz!

Autor: COBRA

Fonte: Portal 2012 
Tradução: Sementes das Estrelas / Candido Pedro Jorge
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...