sábado, 8 de junho de 2013

Encontro com nossos irmãos Aghartianos (parte II)

Postamos há cerca de três meses aqui neste blog um texto sobre os Aghartianos (veja link aqui). Falava sobre os habitantes de Agharta, e algumas características gerais desta rede de cidades intraterrenas. Este foi um assunto que despertou certo interesse dos visitantes do blog, sendo um dos mais acessados desde então!


Pois bem, parece que os aghartianos estão cada vez mais presentes junto a nós, rompendo aos poucos o milenar afastamento que foi estabelecido entre nós e eles!

Particularmente, tenho tido crescentemente intuições sobre estes seres durante as meditações e em pensamentos casuais durante o dia. Confirmando o que me parece uma presença cada vez maior destes nossos irmãos junto a nós, há três elementos importantes que podemos apontar. A primeiro deles é que até os últimos meses a questão dos aghartianos nunca tinha me preocupado efetivamente, e não passava de uma mera curiosidade superficial, ou seja, não era um assunto que me mobilizava muito os pensamentos ou as energias para efetivar pesquisas mais aprofundadas. Os dois outros me chegaram justamente nos últimos dias. Um deles é a informação passada por Cobra (Portal 2012), de que os aghartianos, juntamente com os pleiadianos estão articulando-se para efetivar os primeiros contatos conosco no nível da terceira densidade (ou seja, os contatos físicos). Aliás, esta questão foi colocada por outras pessoas a ele durante entrevista para a rádio online BBS (veja aqui a entrevista, está em inglês!), o que indica que o assunto está "pairando no ar". O outro é que vi depoimentos de outras pessoas que têm tido também, crescentemente, intuições sobre estes seres nos últimos dias. Tudo isto ocorreu "a posteriori" às minhas impressões!

Bem, em função disto, gostaríamos de compartilhar mais algumas informações sobre este seres e o papel que será assumido por eles na Nova Terra!


A descida de Lemúria e a queda de Atlântida

Em primeiro lugar, vale dizer que somos, sob muito aspectos, seres da mesma família, ou seja, que compartilham a mesma origem (embora sejamos todos os seres do universo - e de todos os universos - da mesma família!). A origem destes humanos intraterrenos, assim como de muitos dos que vivem na superfície é o continente de Lemúria.

Há muita informação desencontrada sobre a existência deste continente, uma simples busca na internet demonstra isto. Veja aqui algumas informações sobre evidências físicas da existência de Lemúria, e aqui outras informações provavelmente mais intuitivas sobre o continente. Apesar de não concordarmos com todas as informações ali presentes dão uma ideia de por onde andam estas discussões.

No meio destas divergências, seguiremos aqui o que nos parece intuitivamente mais próximo da verdade. Neste sentido, parece que há uma certa convergência nas informações para o fato de que este continente existiu há pelo menos 100.000 anos atrás (alguns falam de muito mais tempo do que isto), que era um tempo de vida em harmonia (relativa harmonia, pois ela se dava dentro desta raça, mas existia um certo embate com algumas forças que desejavam interferir nos destinos da Terra) e que a raça que ali habitava deu origem à outras posteriormente, sendo, entretanto, totalmente extinta antes disto. De fato, Lemúria não parece ter sido a primeira experiência de vida humana na Terra, mas não nos deteremos nesta discussão agora. No período da existência de Lemúria os seres que ali habitavam viviam na quinta dimensão.

Após um certo período de tempo (longo, segundo nossos padrões atuais), iniciou-se a experiência de Atlântida, que começou há cerca de 26.000 anos (alguns falam de um tempo anterior, mas a maioria das informações não diferem muito desta). O início de Atlântida é tido como o processo de descida da 5.a para a 3.a densidade, quando se iniciou a experiência mais densa possível para um espírito individual experienciar (as densidades anteriores a esta - 1.a e 2.a - são tidas como momentos de experienciação mais coletiva, ou seja, ainda não individualizada na forma de "alma" ou "espírito" - mas isto é assunto para outro post!). Esta experiência de descida dimensional pode ser vista como uma escolha mais ou menos consciente, no sentido em que se buscava a integração de polaridades nos seres que viviam em Lemúria, por estarem excessivamente polarizados na energia feminina, sendo que havia o desejo de experienciar as outras energias disponíveis neste universo. 

Mapa com as possíveis localizações de Lemúria e Atlântida

Desenho de Atlântida conforme descrição de Platão em  Timeo e Crítias (veja aqui link para o Wikipedia)

Entretanto o que se deu, de fato, foi uma verdadeira "queda" dimensional a partir de Lemúria. Esta queda explica em grande parte os mitos sobre a "queda da Idade Dourada" ou a "perda do paraíso" e equivalentes, presentes em quase todas as culturas do mundo. Esta sensação vem especialmente do fato de que foi nesta descida dimensional que começaram os processos mais intensos de "sabotagem" dos seres da sombra sobre a humanidade, quando a quarentena começou a se instalar mais efetivamente sobre os seres humanos que viviam na Terra (de fato, há muitos indícios de que a atuação dos seres das sombras sobre a Terra é ainda anterior a isto, tendo participado desta queda dimensional e da própria constituição da raça humana que vive hoje na superfície, entretanto não trataremos disto neste post...).

Agharta foi, então, criada antes desta mudança dimensional, para abrigar aqueles seres de Lemúria que não participaram deste processo. Isto pode ter acontecido por diversas razões, e elencaria duas mais prováveis (que não são necessariamente excludentes): alguns seres não desejaram ou não sentiram necessidade de participar desta experiência, ou ainda escaparam dela de alguma forma; e a criação de um suporte em níveis de vibrações mais elevados no interior próprio planeta para a execução desta experiência e para facilitar a reintegração a posteriori  na nação planetária e universal de luz dos seres da superfície que viveriam este período de alta densidade material.

Após esta descida, houve ainda uma segunda queda, que se deu há cerca de 13.000 anos, a partir das experiências de dominação destes seres das sombras sobre a raça humana. Desta vez a mudança não resultou em uma nova descida dimensional (já estávamos na terceira densidade), mas sim na desconexão quase completa dos seres humanos da Fonte e do seu próprio Eu Interior, perdendo-se quase todas as suas capacidades psíquicas superiores. Isto resultou na instalação efetiva da quarentena dos seres negativos sobre a Terra da superfície. Vale dizer que, inicialmente, Atlântida havia sido concebida para ser uma experiência na terceira densidade, mas sem esta desconexão quase completa dos seres humanos com a Fonte. Este acidente, por fim, acabou resultando na destruição do continente, sendo que a população de Atlântida acabou se dispersando sobre diversos pontos da Terra, formando civilizações com o Antigo Egito e as várias das Américas Central e do Sul.


O retorno à Quinta Dimensão

Após a experiência da descida até a terceira densidade (Atlântida) e da quarentena imposta pelos seres das sombras, que culminou na nossa sociedade atual da superfície, é chegado o momento para o retorno às dimensões mais elevadas.

O resultado final deste processo, entretanto, será com um planeta diferente da Lemúria original. Em primeiro lugar porque a humanidade que irá habitar esta Nova Terra será aquela que terá passado por toda esta experiência de queda e ascensão, ou seja, composta por almas mais experienciadas. Em segundo lugar porque depois deste processo de ascensão, as influências "negativas" sobre nosso mundo, presentes desde há muito tempo, serão extintas (veja mais informações sobre este ponto em postagem anterior deste blog, proveniente do Portal 2012). 

Neste ponto voltamos novamente ao que falávamos no início desta postagem. Este retorno está sendo realizado, sob intensa ajuda e supervisão de diversas forças de luz do universo, que decretaram que a experiência da quarentena e da desconexão da Fonte deve chegar ao seu termo, pelo bem de toda galáxia e do nosso universo.

Esta supervisão e apoio inclui, então, os irmãos aghartianos. Durante toda a trajetória da queda até a nossa bem próxima ascensão, eles tiveram nos acompanhando de alguma forma. Agora, eles aguardam ansiosamente o contato conosco e a reintegração da sociedade planetária, galáctica e universal. A mensagem que me tem chegado é mais ou menos "nós estamos totalmente prontos para o contato com vocês, só falta vocês decidirem / atingirem a condição para isto!"

Mais do que o simples contato, os aghartianos estão preparando diversas ferramentas para o apoio mais efetivo e direto ao nosso processo de ascensão. Um parêntese a ser feito aqui é que a ascensão até a quinta dimensão não será um processo repentino e abrupto, mas começará a se dar, efetivamente, após o "Evento" (veja postagem anterior aqui) e após realizarmos os primeiros contatos com estes seres (sejam os pleiadianos ou os aghartianos).

Uma delas são as câmaras de luz individuais, informação confirmada por Cobra na entrevista referida e por mensagem canalizada da Federação Galáctica de Luz (veja aqui). Dentro destas câmaras será possível a imersão dos humanos da superfície dentro delas será possível um grande salto de consciência e uma mudança intensa em todos os corpos, desde o físico até os mais etérico, mediante uma profunda mudança no seu DNA. Este processo deverá ser realizado gradativamente após o primeiro contato, para aqueles que já estiverem em condições de se submeterem a ele e o desejarem.


A nossa participação no processo

Os aghartianos estão, desta forma, dispostos a se conectarem com aqueles que desejarem sua aproximação, preparando o contato futuro entre nossos povos. Basta que para isto se abra o coração e a mente, criando espaço para a sua presença, especialmente em meditação.

Eles vêm trabalhando, assim como muitas outras raças estelares, ativamente no processo de ascensão do planeta, que neste momento significa trazer a maior quantidade possível de luz para a sua superfície. Sua atuação é principalmente a partir do interior do planeta em direção à superfície, num processo de fazer a luz deste interior ir ao encontro daquela que chega a partir das camadas exteriores (vejam nesta postagem do Blog Sementes das Estrelas - Quem é Cobra - informações sobre este trabalho de compressão da luz sobre a Terra).

Todas estas mudanças podem ser aceleradas se atingirmos um número maior de pessoas envolvidas no ancoramento da luz na superfície e, especialmente, realizando a meditação semanal para a liberação etérica. Se atingirmos um número de 144.000 indivíduos sincronizados nesta atividade, então a liberação ocorrerá de forma muito rápida e intensa! Você pode ajudar a atingir este número!

Mais informações sobre esta meditação podem ser vistas aqui neste blog. Veja no painel lateral, à direita, ou clicando na imagem abaixo:


Meditação Semanal para Liberação do Mundo


Muita luz a todos!!

2 comentários:

  1. Gostaria de tirar duvidas sobre o que significa intra-terreno. Há relatos e programas que nos informam que os intra, nada tem haver com seres habitam lugares ou cidades intra-terra( terra-Física) mas, sim se referem a seres dimensionais ou seja cidades dimensionais acima do solo terrestre até a IONOSFERA, no caso de Agharta, Shambala, e outra. As teorias e provas divergem, mas gostaria de me posicionar. respeito para estudar e que eu possa expandir

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Binho,
      Segundo sei, a situação no planeta Terra é extremamente complexa. Existem diversas cidades espirituais que "flutuam", digamos assim, acima do solo, a altitudes elevadas, mas segundo minhas informações, elas não são Agharta, são principalmente de seres que vivem o ciclo encarnatório do planeta, auxiliadas por seres de dimensões superiores. Acima destas ainda (fora da terra), existem diversas naves de luz, que não são exatamente cidades, mas que podem ser maiores do que muitas destas.
      Há ainda as bases intra-terrenas, que também não são Agharta, mas sim bases militares feitas por governos ocultos negativos, mas que, segundo alguns, foram em sua maior parte limpas nos últimos anos pelas forças positivas.
      E por fim, há as cidades de Agharta, que ficam em profundidade muito maior do que estas bases. Esta por sua vez, é uma grande rede, guardando grande diversidade entre si, sendo composta, na sua imensa maioria, por cidades de luz, que se expressam, inclusive, em dimensões superiores.
      Bem, espero ter ajudado na sua dúvida...

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...