domingo, 8 de setembro de 2013

Removendo Chakras - Expandindo o Sol Interior

O título do post pode parecer um tanto chocante, mas o que queremos dizer aqui é justamente isto: estamos chegando no momento em que é possível a um número cada vez maior de pessoas remover seus chakras!

Mas a primeira pergunta que ser faria neste sentido é: porque eu deveria removê-los? Eles não são uma forma privilegiada de conexão com as energias espirituais que nos cercam, sendo sempre tidos como algo bom para o ser humano? Para responder a isto, devemos ir um pouco mais além, e entender seus reais propósitos e surgimento.

Em primeiro lugar, devo dizer que, ao tomar contato com este assunto, há cerca de seis meses atrás, minha primeira postura foi também um tanto reativa. Seria um tanto exagerado considerar que os chakras fossem também obra de um implante para nos manter mais presos na matrix, pensei. Entretanto, a evolução dos trabalhos espirituais de liberação etérica no nosso mundo, que tiveram impacto sobre a própria forma em que faço meditação, me levaram, mais recentemente, a abordar a questão com outros olhos.

Para esclarecer inicialmente este assunto, um bom texto é o The Secret Behind the Chakras (o segredo por trás dos chakras), de Laura Lee Mistycah, que reproduzo alguns trechos abaixo, traduzidos.

Laura começa por explicar o sistema de chackras, e como ele normalmente funciona nos seres humanos, a partir do livro "Mãos de Luz", de Barbara Brennan:


Entretanto, como também é sabido por uma parte das pessoas que trabalham com as energias dos chakras este sistema também é utilizado como instrumento de vampirização:


O problema está justamente neste processo de vampirização ou roubo de energia. Da forma como o sistema de chakras é organizado, torna-se muito fácil estarmos constantemente sofrendo este tipo de ação ou ainda termos este sistema frequentemente desequilibrado por nossas emoções e pensamentos. Acho que podemos citar vários exemplos de como isto se dá aqui, entretanto posso usar o meu pessoal, para ilustração. Durante anos sofri diuturnamente ataques nos meus chakras, especialmente no laríngeo e no umbigo. A situação melhorou um pouco a partir do momento em que me tornei mais consciente de processos de limpeza e remoção de implantes e energias negativas. Entretanto, os ataques constantes continuaram, e este trabalho de limpeza passou a ser uma constante para mim, a ser realizado todos os dias.

Laura faz duas considerações neste sentido:

1. Os chakras são impostos, ou seja, não são sistemas naturais. Ele é um sistema compartimentalizado para facilitar o acesso de vampiros. Eles foram implantados há alguns milênios atrás e aceitos sem questionamentos.

2. Os chakras ou cones foram colocados lá para que energias específicas pudessem ser acessadas. Este acesso fácil é ideal para controlar e manipular nossa mente e nossos campos energéticos. Eles foram colocados ali por ETs que nos vêem como suas fontes pessoais de energia e poder.

E qual seria, então, nosso estado natural? Bem, novamente a partir da minha própria experiência, e o que ao final, acabou me atraindo para esta questão. O ponto é que, ao me deparar novamente com este assunto nos últimos dias, passei a fazer uma análise sobre o das mudanças que vêm ocorrendo no meu próprio campo energético. Percebi que logo após (e de fato um pouco antes de) o evento da Abertura do Portal de 25 de maio, mais ou menos quando comecei a fazer a meditação para remoção dos hemisférios implantados, começou a haver uma mudança na forma geral como se davam minhas meditações. Era frequentemente guiado a trabalhar na expansão do meu Sol Interior, ao invés de focar na circulação das energias (kundalini) pelo sistema de chakras. Olhando agora, entendo que a remoção dos hemisférios implantados poderia impactar também na remoção do sistema de chakras.

Neste sentido, vemos duas outras considerações de Laura:

3. Nosso estado original era o de emitir energia do nosso "Coração" ou Sol/Estrela na região do peito/plexo solar. A autora do texto explica que o sistema pode variar de indivíduo para indivíduo, que em cada um é construído conforme suas necessidades específicas. Além disto, ela afirma que este sistema também adquire características e se movimenta conforme o requerido para momentos específicos. Ou seja, ao invés de ter um sistema compartimentado de energias, todo o sistema se adapta para determinadas ações.

Foto: Site Luz e Sombra

4. Neste local (Coração ou Sol/Estrela) é onde reside nosso EU Superior, nosso DEUS Interior. Uma consideração interessante trazida pela autora é que normalmente em seções de meditação "New Age", normalmente somos instruídos a receber energia "superior" a partir do chakra da coroa, que pode gerar um bom resultado momentâneo, mas que nos leva a depender cada vez mais de uma fonte externa de energia e a ignorar o nosso próprio Deus Interior. Além disto, esta dependência exterior abre as portas para a dominação de alguém de fora...

Removendo os chakras

Bem, ao sugerir a possibilidade de remover os chakras gostaria de dizer primeiro que as considerações feitas aqui são baseadas em minha experiência pessoal, intuições e alguma pesquisa na internet (em que as fontes - que de fato ainda não são muitas - serão citadas).

Em primeiro lugar, como comentei logo acima, realizar regularmente a meditação para remoção dos hemisférios implantados parece ter algum efeito na remoção dos chakras. Pelo menos foi assim comigo, mas não posso afirmar de forma generalizada pois não tenho depoimentos suficientes que comprovem isto. Ao tomar contato recentemente com as outras técnicas que falaremos logo abaixo (em setembro de 2013), percebi que, ao "escanear" meu sistema de chakras não consegui detectar/perceber a maior parte  dos 7 principais, exceto os dois que citei mais acima (o laríngeo e o do umbigo).

Pode ajudar também neste processo a meditação da unificação dos chakras, que postamos aqui no texto "O despertar do Chakra do Coração". Não podemos afirmar que esta meditação ajude neste processo de remoção, pois não fizemos esta relação direta pela experiência. Entretanto, parece que esta meditação chegou até nós com este propósito, o de restituirmos o poder do Sol Interior. De qualquer forma, a sensação que a realização desta meditação permite é, de certa forma, similar àquela de não ter os chakras, já que comparativamente significaria ter os chakras unificados no Coração.

Ao fazer a referida pesquisa, e analisarmos nossa própria experiência pudemos perceber também que os depoimentos não apontam efeitos colaterais negativos, e os positivos tem a ver com uma maior paz interior, tranquilidade, maior centramento e menos ataques diretos e invasivos das forças inferiores (embora eles ainda possam existir).

De qualquer forma, somente faça o procedimento se você se sentir guiado (pelo seu EU Superior) para realizá-lo. Vale destacar, como já afirmamos no início, que parece que isto vêm começando a acontecer mais espontaneamente e facilmente com muitos indivíduos, muitos simplesmente ao tomarem contato com esta possibilidade começam a ter os chakras removidos. Estamos chegando em um momento de grandes mudanças, em que muitas novas realidades se manifestarão, em função da queda gradual e certa da matrix. De qualquer forma, cada caso é particular, e dificilmente haverão soluções totalmente generalizáveis. Há também alguns serviços oferecidos na web, entretanto recomendaria avaliação cuidadosa antes de se tomar uma decisão deste tipo, pois esta remoção implica em uma mexida profunda na estrutura energética do indivíduo.

Bem, restou realizar o procedimentos descrito a seguir nos dois referidos chakras restantes. Ele está publicado no site The Carla Fox Blog, no post Chakra Removal.

Incialmente, busquei a conexão com meu Eu Interior, na região do meu Sol Central (centro do peito). Depois disto, conceitrei-me na expansão da Essência deste Coração, por meio da respiração e inspiração expansiva, conforme descrito em outro post por Carla Fox. Depois disto, procurei sentir cada chakra individualmente, envolvendo-os em seguida com as mãos em uma bola de energia, espremendo-os até sumirem completamente. Devo dizer, entretanto, que este procedimento inicialmente não foi plenamente satisfatório, pois ainda sentia os chakras, provavelmente porque eles ainda estavam um tanto "contaminados" pelos constantes ataques negativos, mesmo que os tenha limpado previamente. Tentei então, uma segunda possibilidade citada pela mesma autora, que é o de tomar cada chakra, agradecê-l e levá-lo de encontro ao peito para que ele seja dissolvido e absorvido pela nossa essência divina. Esta segunda forma me pareceu muito eficaz, já que não percebia mais o chakra depois de realizá-la.

Algumas condições, entretanto, me parecem que devem ser observadas. A primeira delas é que o chakra deve ser vivamente sentido para que a remoção tenha efeito. Além disto, a remoção deve ser sentida em todas as conexões do chakra com os corpos etéricos, e algumas podem estar em níveis profundos. Dentre todos, porém, um fator que me pareceu especialmente importante. Neste momento de absorção do chakra deve-se manter um profundo sentimento de amor e gratidão pela energia que será absorvida. Senti que se isto não for feito o impacto da absorção da energia pela essência no centro do peito pode ser muito penoso. Esta elevação da vibração ajuda também na recuperação, já que imediatamente após estes procedimentos já é possível sentir a atmosfera energética ao nosso redor mais limpa e equilibrada.

Carla Fox faz ainda outras recomendações, como ter alguém para tutoriar o processo (apenas verificando se ele está sendo eficaz) e realizá-lo por conta própria (segundo ela somente o próprio interessado é quem deveria fazer o procedimento).

Nota a posteriori da publicação (em 12/09):

Tenho tido algumas novas intuições a respeito deste assunto e avaliações sobre minha própria "situação energética". Pensei em excluir o post e reescrevê-lo depois, mais completo, entretanto cheguei a conclusão que as informações contidas aqui podem ser úteis para alguns, já que por estas novas intuições vejo que elas não estão erradas, apenas poderiam estar mais completas. Neste ponto vale a mesma recomendação de sempre: use seu guia interior (Eu Interior) e seu discernimento no uso das informações aqui colocadas. Sinto que cada vez mais será assim: as informações ficarão mais e mais disponíveis para o nosso uso, cabendo a cada um utilizá-las de acordo com sua programação/missão e suas escolhas evolutivas!

Nova postagem sobre o tema (de 27/09): Removendo Chakras - Sistemas Energéticos e Meditações

Nota de 24/10/13

A quem estiver acompanhando estas postagens, uma pequena atualização sobre meu processo pessoal: sinto, desde há cerca de 10 dias, que o processo de remoção se completou. Quando estava fazendo o os procedimentos aqui descritos (que levaram alguns dias), não conseguia ter certeza da finalização do processo, pois sempre sentia dubiamente as energias. Agora, entretanto, posso afirmar com um certo nível de segurança que a remoção está consumada. Em breve postarei algo sobre a diferença, no nível experiencial, do que seriam os dois sistemas energéticos.

Muita luz a todos!


16 comentários:

  1. Olá, eu conheci um cara que diz fazer este procedimento de remoção dos chakras...

    http://awakened2012.com/chakras.html

    Poderia dizer algo sobre isso?

    Grato!

    ResponderExcluir
  2. Caro amigo (ou amiga),

    Já tive contato com este site, entretanto não conheço o autor. Ele é referenciado pelo site de outro que conheço (http://chakraremoval.com/). Ele me parece ser sério.
    Entretanto, use seu próprio discernimento e intuição (Eu Interior) para tomar qualquer decisão do tipo!

    ResponderExcluir
  3. Da onde surgiu essa idéia de remover chakras e que os chakras são implantes aliens? quem resgatou/inventou isso?

    ResponderExcluir
  4. Caro amigo (ou amiga) U.13,

    Se você se der conta de como nosso sistema de ilusão foi implementado (também chamado de matrix, maya, véu, etc...), verá que a informação não parece tão absurda!

    ResponderExcluir
  5. Muito obrigado por estas informações e seu blog,
    Também andei fazendo umas pesquisas sobre remoção de chacras e deparei com estes dois sites http://awakened2012.com/chakras.html e http://chakraremoval.com/. O problema maior é a situação de que para remover os chacras teríamos que pagar por isto, e um preço bem salgado, uma vez que não sei como removê-los.

    Já que eles menciona que poderíamos fazer isso por si só, pelo menos poderiam dizer como fazer a remoção para aqueles que se interessa e não pode pagar.

    Embora não eu houvesse falar de tal assunto, para mim foi um espanto, imaginei de todas as formas como seria possível viver sem os chacras.
    Enquanto não como fazer a remoção, continuo fazendo a meditação da unificação dos chacras no centro coração.

    mais uma vez obrigado pelas informação,
    MrsJulius

    ResponderExcluir
  6. Mrs Julius,

    Realmente, o fato de ter de pagar para fazer a remoção restringe bastante quem pode fazê-lo... Para quem tem condições é uma ótima alternativa, mas acredito que os demais também podem ter acesso a estas possibilidades. Por isto também ingressei neste processo pessoal de identificar alguns caminhos possíveis!

    De qualquer forma, com o "afrouxamento" cada vez maior das amarras negativas deste mundo e com o incremento da luz, a tendência é que a remoção do sistema de chakras (e a mudança de todo o nosso sistema energético) será cada vez mais fácil. Me parece que estas mudanças são, de fato, parte do processo de ascensão que passaremos aqui na Terra, a cada um no seu ritmo e no seu tempo!

    ResponderExcluir
  7. Olá! Aqui vai o link do site da Melissa, que faz a remoção de chakras aqui no Brasil por um preço bem camarada:

    http://universosagrado.blogspot.com.br/2013/09/a-liberdade-de-viver-sem-chakras.html


    Vocês já conhecem a iniciação "Salto Quântico Genético"?

    http://osaltociencia.blogspot.com.br/

    Desbloquearia por completo o acesso de vocês às suas centelhas divinas, fora outros inúmeros benefícios!

    ResponderExcluir
  8. Que você conseguiu Eduardo remover os chakras, qual método que você utilizou? Estou aguardando as diferenças sentidas por você, o que mudou? Vale a pena mesmo retirar o chakras?
    mais uma vez,
    Obrigado por suas informações postadas neste site.

    ResponderExcluir
  9. Oi MrsJulius,

    Os métodos que utilizei estão sucintamente descritos acima, e na postagem seguinte sobre a remoção dos chakras (veja o link ao final desta mesma matéria).
    Sobre as diferenças, estou tentando arrumar um tempinho para escrever com mais calma sobre isto, mas basicamente o que tenho sentido é o seguinte:
    1. Menor suscetibilidade à ataques negativos; quando eles ocorrem são facilmente removidos, já que não me atingem mais tão intensamente nem profundamente. Isto vale também na interação do dia-a-dia com outras pessoas, ou seja, sou menos afetado pelas emissões dos outros.
    2. Maior equilíbrio das emoções; isto tanto do ponto de vista das emoções negativas quanto das "positivas" (coloco entre aspas pois emoções positivas, mesmo quando muito intensas também drenam energias).
    3. Maior facilidade de entrar em estado de meditação e equilibrar a mente.
    4. As energias que nos cercam (sejam positivas ou negativas) somente nos atingem de forma mais intensa com a nossa permissão e atuação mais ou menos consciente. No início vc se sente meio que isolado do mundo, o que pode parecer uma consequencia negativa à primeira vista, mas isto lhe dá um grande poder sobre o que pode ou não lhe afetar.
    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  10. Olá, Eduardo!
    Como está funcionando o seu novo sistema sem os seu chakras? andei conversando com o King Louie do site awakened.yuku.com, perguntei se a remoção dos chacras poderia ser realizados por nós mesmos, então disse que isto não é possível, pois necessitaria de outra pessoa para manipular a energia e retirar os chacras, seria como se nós mesmos queresse fazer uma cirurgia em nosso próprio cérebro, o torna um pouco impossível, por isso precisamos que outras pessoas o faça.

    Eu fiz a sessão de remoção dos implantes, utilizando Decreto Para a Retirada de Implantes, mas até momento eu sinto nenhuma mudança.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá,
      Eu vejo da seguinte forma: é mais difícil fazer sozinho, mas não impossível. É como uma auto-cirurgia, mas não diria que a alegoria com o cérebro é a melhor, pois podemos fazer conscientemente este processo. Veja nos relatos que coloquei nas postagens, levei alguns dias, mas sinto que deu certo.
      Há um outro fator, que é o fato de estarmos neste momento com a matrix (ou o "vaso") enfraquecida. Acredito que isto seja determinante para que se consiga fazer isto sozinho. Este sistema cria uma campo magnético muito intenso que mantém os implantes (e especialmente os chakras) muito estáveis. Certamente há alguns anos atrás esta remoção seria ainda muito mais difícil!
      Grande abraço!

      Excluir
  11. Amigo, preciso do seu email. Para falar sobre este assunto. Abraço

    ResponderExcluir
  12. Oi Renato, conecte com meu perfil no facebook e podemos conversar lá: https://www.facebook.com/eduardo.cunha.75470. Abraço!

    ResponderExcluir
  13. Nao gostei voce fala como shamam nao ta a fim de si livra do seu poder de imaginar >>eneasn@ymail.com mais

    ResponderExcluir
  14. Quando voce remover o shakra me passa uma dica " eneasn@ymail.com" eu nao gosto de vampiros

    ResponderExcluir
  15. Alguem aqui já leu um poeta brasileiro chamado NATHAN LEVI? ele ainda é jovem porem sabido nesses assuntos. Em seu livro de poemas "quem te fez saber da tua nudez?" tem belas poesias a respeito do desapego do ser humano em relação a este mundo, sentimentos ilusorios, prazeres, loucuras oprimidas...etc. Este livro me ajudou muito para mellhor ouvir meu EU SUPERIOR. beijoss a todos

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...